Mosquitos e Pernilongos

Mosquito Culex

Compartilhar esta página:

As fêmeas na maioria das espécies de mosquitos são hematófagas, ou seja, sugam sangue de outros animais, mesmo não precisando de sangue para sobreviver, mas precisam de substâncias suplementares (como proteínas e ferro) para o desenvolvimento e postura dos seus ovos. A maioria das espécies alimenta-se no período de menos luminosidade, do entardecer ou amanhecer.

Além da visão, esses dípteros, mais precisamente as fêmeas são atraídas por substâncias emanadas pelo hospedeiro como o CO2 (respiração) e o ácido láctico.

A atração aos indivíduos que sofrerão a picada é feita por meio da combinação de estímulos, como visual (silhueta), olfativo (ácido láctico, CO2, octenol), correntes de convecção (temperatura e umidade). É durante a picada que o mosquito, injetando a saliva infectada, transmite doenças como dengue e malária ao hospedeiro.

Algumas spp de mosquitos são vetores de diversas doenças de importância médica ao homem, tais como: Malária (Anopheles); Dengue, Zika, Febre Amarela, Chikungunya (Aedes aegypti), Filariose (Culex), Leishmaniose (Lutzomyia).

Mosquito Anopheles

 

Mosquito Aedes Aegypti